sexta-feira, 14 de maio de 2010

Haiti Grécia Eu não quero ser indócil, mas estou achando que sou mais crente do que penso. Estamos tão ausentes disso. Não,não do sinal dos tempos, mas de revelação. Jesus não quis dar sinal, no entanto fez revelações sobre o futuro no que diz respeito ao fim. Eu quero revelação. O que é revelação? Surgimento. Brasil surgiu numa lista entre países chamados grandes. Isso é ótimo. Isso representa para quem o quÊ? Ou seja; é sinal de quê para quem? Desculpe, eu gosto de achar o que não está escrito ou foi omitido do texto, intencionalmente ou não. Onde se tem escrito GOVERNO a leitura tem que ser muito mais apurada. Às vezes, onde se diz, se esconde, e resultado é feito de acréscimo ou decréscimo, sempre, para as partes. Por que que toda vez que há problema econômico somos todos pegos de surpresa? A revelação que é constituída de gráficos engana tanto quanto a máquina que informa sobre a meteorologia. Porque o problema econômico acontece assim, como um helinho, só que o helinho só aparece depois da tragédia, como responsável. A economia, hoje, para qualquer acontecimento, a desculpa é o que ocorreu tempos atrás nos Estados Unidos. O que é isso? Uma balança para equilibrar todos os países. O pesinho que colabora para o desquilíbrio são os Estados Unidos. Antes ele era um peso que para desestabilizar a balança era preciso muitos pesinhos e era sempre, por causa desses pesinhos que o peso dos Estados Unidos eram o que produzia o equilíbrio da balança. Portanto, não estamos tratando com sinal dos tempos, mas sim com mudança e, para mudança não há sinal. Há mudança, há trajetória, e lá vem o gráfico que é fundamental. Por que a idéia é, quem cai consegue se levantar? Como? Eu por exemplo, quando vejo acontecimentos em relação países, vejo como aquele jogo de dominó, onde eles são colocados em pé e caindo um o que vem em seguida também cai e assim sucessivamente, por causa da forma como estamos todos interligados, o que é ameaça para um é ameaça para todos os países. Pela Grécia, grande mobilização para socorrê-la. O que há de diferente entre a Grécia e o Haiti, os valores para reconstruir uma e outra? No Haiti não se falou em onerosidade para o povo. Já na Grécia... É claro, que os valores, comparando um e outro. O problema da Grécia está pautado em gráficos, o do Haiti é de estrutura física. Uma balança, para quais destas duas é necessário ou tem o pesinho do Estados Unidos? Agora temos dois responsáveis por todos os problemas da terra, um é o pesinho dos Estados Unidos, e outro é o aquecimento global. Todo mundo contava com a queda dos Estados Unidos, queda trágica nesse aspecto. Ele, comparado com a queda da Grécia,no aspecto econômico, continua sendo um pesinho. Às vezes, mesmo sendo um pesinho continua sendo o fiel da balança. O pesinho é parte fundamental. Quanto se precisa de fermento-trigo para levedar uma massa? É tudo questão de peso quando não se trata de gráfico. Aliás, tudo se transforma em gráfico. Se duvidar, até Deus trabalha com gráficos. Quando pretende fazer o bem ou retirar o bem. Para Deus nada mais é do que mudar uma situação de favorável para desfavorável - e não é esta a leitura e um gráfico? E afinal, não é assim que todos vivemos em circuito menor ou maior? De qualquer proporção se faz um gráfico. Estava escrevendo e me veio à mente algo mais simples. Quando estamos esperando alguém que convidamos para visitar a nossa casa, não sabemos exatamente quando começamos a esperar por ela. Lembrei-me de Elias e a pequenina mão. Quanto tempo durou aquelas sete vezes Pastor, todo mundo sabe o que é esperar e o que é que cada um sente enquanto espera, e o que é que a gente faz. A gente começa olhar cada vez para mais longe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário